Something green

Publicado por: Marlene Vinha a 16 de Oct 2014

Aqui há dias, ao olhar para a prateleira da casa de banho e do quarto, reparei que tinha imensos produtos que, apesar de terem propósitos completamente diferentes, tinham em comum, a cor. Não é um critério muito interessante mas a verdade é que qualquer pretexto serve para falar de coisas que andam a uso!

Comecemos então, por este Clinique Redness Solutions soothing cleanser, que veio substituir o meu da Àvene. Isto, porque ando a redescobrir os prazeres de usar leite para limpar o rosto e, nos dias em que não estou muito maquilhada, este tem-se portado lindamente. Faz parte da linha de pele sensível e reactiva e garante ser formulado de forma a ser o mais suave possível para a pele (com uma data de ingredientes calmantes e sem detergente) cujo uso continuado, diz, fortalecer a barreira da pele. Eu digo que limpa bastante bem e não fico com a sensação de repuxar nem vermelha, e julgo ser um produto importante (não digo fundamental, porque por si só, não acredito que faça milagres) no controle da minha rosácea que, diga-se de passagem, se anda a portar lindamente.

Mais um produto de rosto, ao qual não consegui resitir, foi este Drink Up Intensive Overight Mask da ORIGINS. Já se sabe que não passo ao lado deste tipo de promessa, e portanto, este menino veio mesmo comigo para casa. Ainda não sei se gosto assim tanto dele, porque usei poucas vezes. Posso dizer que não foi amor à primeira vista, perdão, ao primeiro uso, porque não sinto nenhuma melhoria dramática na pele pela manhã mas vou dar-lhe mais oportunidades. Promete acalmar e hidratar a pele assim como reforçar a barreira de água de forma cumulativa e prevenir o aparecimento de sinais de envelhecimento precoce.

A marca recomenda Twice a week or as desired, gently massage onto clean skin at bedtime. Tissue off excess. E eu pergunto? Qual excesso?! É que passados 10 minutos, não sobra qualquer produto na pele, nem para massajar, muito menos para considerar excesso. Por isso, das duas uma, ou a minha pele anda a morrer de sede, ou a máscara precisava ser mais rica e intensiva. Digo eu! Mas vamos dar-lhe mais algumas tentativas pois não sou de desistir assim tão facilmente de fazer algo funcionar.

Avancemos para os produtos de corpo e comecemos a análise pelo Coconut Monoï Tahiti com a flor de Tiare no frasco (não é fofo?!) de textura luxuosa, apesar de ser baratíssimo, e que deixa a minha pele saciada e perfumada. Tem a particularidade de solidificar quando em ambientes frios e para voltar à textura de mel, tem que se aquecer bastando passar ou submergir em água quente. É uma infusão de aromas que declaram uma ode ao verão, claramente, mas creio que irei continuar a usar pelo inverno dentro pois acho que vai fazer maravilhas pela minha pele seca. Ó se vai! E apesar de ser fã de aroma a coco, fiquei com vontade de experimentar outros aromas.

Depois, o Friction de Foucad, cuja compra foi motivada pelo frasco, que acho super chique e lindo de morrer, revelou-se uma decepção. Mas vamos por partes. Este produto assume-se como uma loção energizante para corpo à base de óleos essenciais de mentol, laranja, limão, e lavanda, que incentiva à auto-massagem e que garante uma sensação de vigor após o uso. Ao ler esta descrição, pareceu-me ser excelente produto para aplicar ao fim do dia, depois de um duche e insistir em zonas sensíveis ao cansaço físico, como ombros, nuca, braços e pernas. Por isso, após o duche e o creme hidratante, aplico esta loção com massagem vigorosa nas zonas assinaladas, o que deixa instantaneamente uma sensação de frescura. Pronto, e é apenas isso de que se trata! Sensação de frescura. E nem sequer dura. E alívio das dores musculares, nem sinal. É um produto simpático mas vai ser daqueles difíceis de despachar. O que vale é que fica lindo no armário!

Por último e como leite de corpo hidrate, andou a uso este Mint Tea body milk da Korres. Uma loção encantadora e agradável mas nada do outro mundo no que à hidratação diz respeito. Sendo a embalagem linda, de qualquer forma! Contém óleo de jojoba e manteiga de karité, e mais uma série de coisas boas (como aloé vera, e vitamina C, entre outras) e, nesse sentido, sinto que podia ser um pouco mais rico e hidratante. Assim sendo, usei-o como tratamento em dias alternados e por vezes, misturado com óleo. O facto de ser facilmente absorvido, torna-o ideal para o pós duche matinal. Mas à noite, gosto de unguentos mais ricos.  


Comentários
Disclaimer

Todos os produtos mencionados neste blog são comprados por nós. As ofertas são identificadas com um (*) e merecem da nossa parte (no caso de apreciações) a mais sincera opinião, tal como todos os outros.

Possuímos um sistema de afiliados com a loja online Skin.pt e com a sweetcare.pt, por isso, colocamos links a apontar para produtos à venda nas mesmas.

Os links para produtos colocados nos posts, são apenas indicativos. Sugerimos aos nossos leitores uma pesquisa prévia em diferentes pontos e plataformas de venda, de maneira a garantir compras informadas.

Não fazemos posts patrocinados (publiposts) e, como tal, nenhum dos conteúdos apresentados neste blog é pago. Assim, reservamos a zona lateral esquerda para banners, publicidade paga, acções e passatempos a decorrer no blog, e o rodapé a parcerias.

Os conteúdos visuais e escritos são da nossa autoria. Os conteúdos cedidos/citados serão identificados com o autor e/ou fonte dos mesmos.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Diff Hair Designers