Limpeza e manutenção de pincéis de maquilhagem

Publicado por: Marlene Vinha a 25 de Sep 2013


Limpar pincéis é a única coisa que não gosto de fazer, no que à maquilhagem diz respeito. Ok, e carregar malas. Mas se há produtos caros, são sem dúvida estes e por isso, queremos que durem e façam valer todos os euros investidos. Para isso acontecer, só mesmo com cuidados e manutenção adequados.

Apesar de ser das tarefas mais aborrecidas e inglórias (já que os estamos a lavar, para logo em seguida, sujar novamente), é das mais importantes. Apercebi-me que em todas as aulas de maquilhagem que dei, de todos os produtos usados, os utensílios são os mais negligenciados. Seja pela ausência dos mesmos (o que não é grave, já que se pode executar uma maquilhagem completa recorrendo às mãos e a cotonetes), mas mais que isso, quando existem, nunca foram lavados ou são-no muito raramente  (assumidamente, uma vez ao ano). E isto é um problema: infecções, aplicação suja de maquilhagem, deterioração mais rápida dos produtos, enfim, tudo aquilo que não vale a pena correr o risco.

Divido sempre a tarefa em duas partes: desinfecção e lavagem. Na desinfecção, há pincéis que ficam prontos para ser usados, nomeadamente aqueles em que usei apenas produtos em pó. No que toca a retirar produtos cremosos e com gordura, a lavagem é para mim essencial. Há quem seja defensor de que nunca se deve lavar os pincéis com água, mas antes protagonizar sempre lavagens a seco, com produtos próprios. Eu, pessoalmente, não dispenso uma passagem por água e champô.

Assim, e para quem quer desinfectar e/ou limpar rapidamente os pincéis para os poder usar em seguida, o melhor é recorrer a um produto adequado. Eu tenho estes três e o que faço, é borrifá-los pelas cerdas ou então, verto produto para um recipiente e mergulho o pincel (até à zona de metal) para depois, numa toalha de algodão, passar a cerda várias vezes em movimento de vai-e-vem e circular (enfim, em todas as direcções) até deixar de sair cor. Há quem use papel, mas tenho preferência pela toalha por ter textura e oferecer alguma fricção que ajuda na hora de retirar produtos mais refinados e agarrados. Tem que se ter cuidado, para não se esfregar em demasia, sob o risco de se partir o pêlo e aviso já, que depois, lavar estas toalhas é uma tarefa muito complicada!

Em seguida, chega a fase da lavagem e aí, diluo um pouco de champô Johnson's com água, mergulho o pincel e depois desenho círculos com ele na mão ou na bacia da casa de banho ou ainda na banca da cozinha, que por ter alguma textura, ajuda também a que a sujidade se solte mais facilmente das cerdas. Passo por água morna, sempre no correr do pelo, retiro o excesso de água com uma toalha, dou forma ao pêlo do pincel e deixo-os secar, em sitio arejado. De vez em quando, deixo os pincéis ao sol (apenas uns fugazes minutos), porque nada como uns raios do nosso astro rei, para eliminar a possibilidade de aparecerem bolores.

Neste processo de lavagem com água, contem sempre com pelo menos um dia de secagem e, é nesse tempo, que lhes coloco estas redes -brush guard- que além de permitirem que continuem a arejar, mantêm a forma entre usos.

Voltando aos produtos de limpeza, eu tenho o Mac Brush Cleanser, o Peggy Sage Make-up Brush Cleanser e o Purifying Brush Cleanser da Make Up Forever. Não tenho propriamente nada a dizer em favor ou contra os mesmos, a não ser que desempenham bem a sua função mas que me deixam arrepiada na hora de os usar, porque tenho consciência que o intenso cheiro a álcool, desinfecta que só ele, mas que não pode ser coisa boa, a longo prazo, para os pincéis.

Entretanto, e uma vez que estavam a terminar, comprei este Instant Brush Cleanser da Make Up Forever...e estou rendida. De todos os produtos que já usei, este é o melhor. Tem uma textura oleosa que dissolve a sujidade dos meus meninos num ápice e não cheira a álcool, até porque não tem. Yey!! E ainda possui óleo de menta que ajuda, não só a limpar, mas a conservar as cerdas.

Mais dicas:

-Não deixar os pincéis a marinar em água. Been there e só consegui ficar com pincéis descascados e com forte probabilidade de perderem as cerdas também;

-Não usar água excessivamente quente para a lavagem nem secadores, ventiladores ou outra forma artificial, para os secar;

-Deixá-los a secar na horizontal ou melhor ainda, na vertical, mas sempre com os pêlos virados para baixo;

-Lavá-los, pelo menos, uma vez por semana.


E sabiam que não usar os pincéis, faz com que eles se estraguem mais rápido? A melhor forma de manter um pincel saudável, é mesmo o uso!

Se alguém tiver mais dicas sobre o assunto, agradeço.


Comentários
Disclaimer

Todos os produtos mencionados neste blog são comprados por nós. As ofertas são identificadas com um (*) e merecem da nossa parte (no caso de apreciações) a mais sincera opinião, tal como todos os outros.

Possuímos um sistema de afiliados com a loja online Skin.pt e com a sweetcare.pt, por isso, colocamos links a apontar para produtos à venda nas mesmas.

Os links para produtos colocados nos posts, são apenas indicativos. Sugerimos aos nossos leitores uma pesquisa prévia em diferentes pontos e plataformas de venda, de maneira a garantir compras informadas.

Não fazemos posts patrocinados (publiposts) e, como tal, nenhum dos conteúdos apresentados neste blog é pago. Assim, reservamos a zona lateral esquerda para banners, publicidade paga, acções e passatempos a decorrer no blog, e o rodapé a parcerias.

Os conteúdos visuais e escritos são da nossa autoria. Os conteúdos cedidos/citados serão identificados com o autor e/ou fonte dos mesmos.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Diff Hair Designers