Kérastase Discipline, ordem para cabelo indisciplinado

Publicado por: Marlene Vinha a 01 de Apr 2015

Voltando ao assunto "cabelos", acho importante fazer aqui um ponto de situação sobre o mesmo, que se caracteriza como naturalmente frisado/ondulado/indeciso e sempre me deu algum trabalho na hora de lhe conferir um ar cuidado, porque cabelo encrespado, por melhor tratado que seja, aparenta sempre estar estragado, caso não se perca algum tempo com o styling. Coisa para a qual, admito, não ter muita disponibilidade. Passar mais que cinco minutos de secador em punho, já se me afigura como um cenário de terror.

Assim, desde que me rendi ao alisamento, grande parte dos meus problemas ficaram resolvidos, no que ao cabelo diz respeito, claro. Agora basta lavar, dar um bocado com o secador para activar a haste, e deixá-lo secar ao natural. Mais simples é impossível!

Apesar de actualmente o frisado andar em rédea curta, foi com entusiamo que recebi estes três produtos da linha Discipline da Kérastase (*), marca que está no meu top quatro (as outras são milk shakeSenscienceMacadamia) para testar, e que promete tratar aquilo que, para mim, sempre foi uma dor de cabeça: cabelo encrespado.

E façamos um minuto de silêncio em homenagem a estas embalagens lindas, que conciliam de forma primorosa o rosa cromado com um outro clarinho e que, a par do facto de a campanha estar associada ao universo do ballet (mais o vídeo e o conceito do mesmo) torna esta linha, a meu ver, algo muito bem conseguido.

Do kit de tratamento, cuja máxima é "cabelo disciplinado, mesmo em movimento", fazem então parte: o champô Bain Fluidealiste (*), o Spray Fluidissime (*) e a Maskeratine (*), sendo que existe ainda o Fondant Fluidealiste.

O champô Bain Fluidealiste (*), também disponível na versão sem sulfatos, promete lavar o cabelo de forma gentil ao mesmo tempo que doseia uniformidade ao cabelo sem pesar e que, segundo a marca, conta com um "polímero morpho-corporizante, homogéneo e hidrofóbico, que transforma instantaneamente a superfície do cabelo". Gostei do champô e de todas as promessas que faz, mas cheguei à conclusão que o meu cabelo não. As primeiras vezes que o usei, o cabelo ficou super melado, colado à cabeça e sem expressão. Pensei que não enxaguara bem o cabelo. Nova oportunidade, e a mesma coisa: cabelo tão domado que parecia morto. À quarta, e depois de ter gastado um cilindro inteiro para passar o cabelo por água e tirar teimas, o cabelo ficou muito melhor, mas ainda assim, um pouco pesado. Isto permitiu-me chegar à conclusão que de facto, não posso usar este tipo de champôs para o meu cabelo fino. Coisa que já havia atestado com a rotina anterior. Assim, e como acho que nos comprimentos este produto funciona bem (já que o desembaraça e controla), numa primeira passagem lavo o cabelo com ele e, na segunda passagem de champô, uso outro para cabelos finos. Penso que para cabelos mais grossos e que não, a coisa funcione melhor. 

O segundo passo, no caso de ter tempo, era aplicar a máscara apenas nos comprimentos do cabelo, cobri-lo em película osmótica e, se possível, fazer uso daquele capacete que nos mostrei aqui. A consistência, a par com quase todas as outras máscaras que já usei da marca, é leve e cremosa e tem um aroma divino. O cabelo fica muito sedoso, brilhante, controlado e macio e, ao contrário do champô, não pesa nada, mesmo no meu cabelo fino.

Por último, ainda em cabelos húmidos, aplico o Spray Fluidissime (*), do qual gosto muito porque é um aliado fundamental na hora de desembaraçar o cabelo, quando ainda está molhado. E, como tem propriedades termo-protectoras, torna-o ideal para envolver o cabelo e protegê-lo daquela “secadela” ligeira que lhe dou. Reduz a electricidade estática, tem capacidade anti-frizz e é inegável que o cabelo fica muito suave, brilhante e domado. Dos três, é o meu produto favorito, e uso-o mesmo em cabelo seco, para desembaraçar o cabelo ao fim do dia. No entanto, ao contrário do Equave da Revlon que uso com o mesmo fim, acho que pesa um pouco mais, daí que deva ser usado com mais juízo.

Para rematar, avalio esta linha de forma muito positiva e ainda estará para vir o produto da Kérastase que me decepcione. O cabelo, cujo efeito do alisamento já se nota estar a finar-se (fi-lo há cerca seis meses) tem estado muito bonito, sedoso, brilhante e nutrido. 

E deixo-vos com o vídeo de promoção desta linha, coreografado pela Carolyn Carlson e com a bailarina Diana Vishneva. Só tenho uma palavra: sublime!  


Disclaimer

Todos os produtos mencionados neste blog são comprados por nós. As ofertas são identificadas com um (*) e merecem da nossa parte (no caso de apreciações) a mais sincera opinião, tal como todos os outros.

Possuímos um sistema de afiliados com a loja online Skin.pt e com a sweetcare.pt, por isso, colocamos links a apontar para produtos à venda nas mesmas.

Os links para produtos colocados nos posts, são apenas indicativos. Sugerimos aos nossos leitores uma pesquisa prévia em diferentes pontos e plataformas de venda, de maneira a garantir compras informadas.

Não fazemos posts patrocinados (publiposts) e, como tal, nenhum dos conteúdos apresentados neste blog é pago. Assim, reservamos a zona lateral esquerda para banners, publicidade paga, acções e passatempos a decorrer no blog, e o rodapé a parcerias.

Os conteúdos visuais e escritos são da nossa autoria. Os conteúdos cedidos/citados serão identificados com o autor e/ou fonte dos mesmos.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Diff Hair Designers