Don't Sleep over

Publicado por: Marlene Vinha a 19 de Oct 2016

E porque nisto da beleza, não se pode mesmo dormir sobre o assunto, sob o risco de quando queremos começar a tratar algumas maleitas, se elas já estão instaladas, a coisa torna-se mais complicado de resolver, há que apostar mesmo na prevenção. E, soubesse eu o que sei hoje, tinha tratado de antecipar algumas coisas, e o uso de uma boa almofada e respectiva fronha, tinha sido uma delas!

Desde que passei a fasquia dos 30, de entre muitas alterações, acordar com marcas na cara, da almofada e fronha, que demoravam mais tempo a sair, foi uma delas. O que me levou a pensar, lá está, tarde demais, que se calhar, usar uma fronha mais suave e uma almofada a condizer, seria algo que eu deveria pensar adoptar, já que durmo sempre sobre o rosto. E não há cremes que resistam a horas a dormir sobre uma cara gorducha, como a minha.

Assim, já tinha dedicado um post a umas fronhas que usei e adorei (podem reler aqui) e a uma almofada que se tornou absolutamente essencial para noites bem dormidas e pele menos amassada. Falo da almofada da Colunex (*) já apresentada neste post e que mudou, deveras, a minha rotina de beleza nocturna. Rosto apoiado, coluna acertada e pele muitíssimos menos vincada.

Mas avançando para a novidade deste post, que isto das fronhas, com tanta lavagem, acabaram por começar a ficar gastas, dei de caras (literalmente) com esta Skin Rejuvenating Pillowcase da Iluminage que se assume como uma solução para contribuir para a juventude da pele e minimizar os sinais de idade como linhas e falta de maciez. É que se não bastasse o tecido ser extra macio, diz a marca, que as fibras da mesma estão infundidas num tecnologia que assenta no cobre, como mineral essencial, para a melhoria do estado da pele. A marca disponibiliza outros produtos, que beneficiam desta tecnologia, tais como vendas para olhos e meias, mas eu fiquei-me pela almofada, até porque a brincadeira não fica barata.

Veredicto, penso que uma boa almofada só faz sentido combinada com uma boa fronha, e vice-versa e acho que, se de facto notam que acordam muito marcadas, procurem uma dupla que funcione para vocês porque eu, noto muita diferença. Não só com esta Iluminage em particular, mas com fronhas de seda em geral, acordo com a pele menos vincada e menos vermelha e irritada (por isso, aconselho muito a peles com rosácea e sensíveis, porque além da suavidade, é mais fresca). Mais jovem, não notei que ficasse, porque isso, dificilmente acontecerá apenas com o uso de uma almofada, mas como prevenção, que acaba por ser o mote do post, acho que sim. Sem dúvida!

E porque falo de beleza nocturna, aproveitei e dei um pezinho nos meus cremes de mãos, que andavam a uso na altura que fotografei a almofada. O creme Nívea, que dispensa apresentações e que comprei porque gostei da embalagem em bisnaga, acabei por usá-lo nas mãos, já que não tenho mais serventia para ele. Faz aquilo que qualquer creme Nivea faz: sacia a sensação de secura e amacia a pele mas não trata nada por aí além, sendo que como é bastante intenso, reservo apenas para a noite.

De seguida, o Creme de mãos da L'OCCITANE que comprei por recomendação de uma leitora, num dos milhentos posts que já dediquei ao assunto, na demanda do creme de mãos ideal. Acontece que, quando havia várias lojas L'OCCITANE  pelo Porto, nunca liguei nenhuma. Quando fecharam, comecei a querer comprar coisas da marca e a encontrá-la apenas em aeroportos, que foi onde deitei a mão a este. A embalagem, em jeito de tubo de pasta de dentes é linda, linda, e a pasta cremosa, super macia e rica em manteiga de karité, tem uma aroma a mel e jasmim, leve e maravilhoso. No entanto, apesar deste produto ser um best-seller da marca e de em boa verdade, ser bastante bom, não foi capaz de ser excelente. Caramba, as minhas mãos são desérticas e é mesmo muito difícil arranjar algum produto que esteja à altura.

Por isso, em alturas de desespero, apelo a este Balm for Cracked and Chapped Hands and Fingers da Cicaleïne, bálsamo daqueles mesmo gordo e do qual gosto bastante. O suficiente para o ter comprado um par de vezes e continuar a achar que temos coisa boa para mãos de secura extrema. 

Por último, o melhor creme de mãos que alguma vez já usei e que foi igualmente recomendação de uma leitora. Falo deste Miracle Balm da Rituals, um verdadeiro milagre na hora de recuperar peles esturricadas e ressequidas. Já falei dele aqui e de facto, é bastante bom e reúne tudo aquilo que gosto num creme de mãos de noite: espessura, densidade e a capacidade de curar mãos mirradas e ásperas.


Comentários
Disclaimer

Todos os produtos mencionados neste blog são comprados por nós. As ofertas são identificadas com um (*) e merecem da nossa parte (no caso de apreciações) a mais sincera opinião, tal como todos os outros.

Possuímos um sistema de afiliados com a loja online Skin.pt e com a sweetcare.pt, por isso, colocamos links a apontar para produtos à venda nas mesmas.

Os links para produtos colocados nos posts, são apenas indicativos. Sugerimos aos nossos leitores uma pesquisa prévia em diferentes pontos e plataformas de venda, de maneira a garantir compras informadas.

Não fazemos posts patrocinados (publiposts) e, como tal, nenhum dos conteúdos apresentados neste blog é pago. Assim, reservamos a zona lateral esquerda para banners, publicidade paga, acções e passatempos a decorrer no blog, e o rodapé a parcerias.

Os conteúdos visuais e escritos são da nossa autoria. Os conteúdos cedidos/citados serão identificados com o autor e/ou fonte dos mesmos.

SweetCare - Saúde, Beleza e Cosmética

Diff Hair Designers